Tema AGO 55ª: Gerando Recursos no Reino
Textos Bíblicos: Mateus 16.19; João 16:23-24; 2Coríntios 4.16
Período : 17 (quinta-feira a partir do meio dia), 18 (sexta-feira), 19 (sábado) e 20 (domingo até meio dia)
de janeiro de 2019
Local: Casa de Retiro São Francisco Xavier (Pré-Juvenato). Rua Padre Francisco Albers, 120, BR 263, Km
38, Domingos Martins – ES, CEP 29260.000, Distrito de Santa Izabel
Endereço na Web: https://pt-br.facebook.com/CasaDeRetiroSaoFranciscoXavier
Endereço no Google Maps: https://goo.gl/maps/rzy9XBeibPE2
Preletores:
1. Pastor Ivonildo Teixeira – Fundador da Igreja do Nazareno no Espírito Santo, conferencista,
Pregador mediante propósitos e escritor com mais de 40 livros publicados;
2. Pastor João Calixto da AD /SP- Conferencista, arguto e dedicado ensinador da Palavra;
3. Pastor Cláudio Maia – AD de Serra-ES- Pregador e avivalista;
4. Outros pregadores ad hoc.
Caríssimos Obreiros do Senhor, Graça e Paz da parte de Deus nosso Pai e da de Nosso Senhor
Jesus Cristo, a todos que, em Cristo Jesus, estamos alinhados com o propósito de anunciá-lo
incessantemente, a tempo e fora de tempo, até que Ele venha em glória ou encerremos nossa jornada
terrenal.
E eu te darei as chaves do reino dos céus; e
tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na
terra será desligado nos céus. Mateus 16:19
E naquele dia, vocês não me pedirão mais
nada. Eu falo a verdade a vocês: Qualquer coisa que pedirem ao meu Pai
em meu nome, ele dará tudo a vocês. Até agora vocês não pediram nada
em meu nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja
completa. João 16:23-24.
Portanto, não desanimamos! Ainda que o
nosso exterior esteja se desgastando, o nosso interior está em plena
renovação dia após dia. 2 Coríntios4:16
Eu amo os que me amam, e os que de
madrugada me buscam me acharão.; Riquezas e honra estão comigo; sim,
riquezas duráveis e justiça. Provérbios 8. 17, 18

O Evangelho, que é o poder de Deus, expressado a partir daquilo que Jesus fez e falou em
demonstração da total e completa dedicação aos propósitos e cuidados do Pai para com a raça humana,
também é a mensagem que articula e explicita, na vivência de nosso cotidiano, o grande negócio do
Reino de Deus que nEle, em Cristo Jesus, estava se realizando, sendo o exemplo vívido e real maior e
mais abrangente que se prenunciava, como se depreende do texto de Lucas 2.49! Tal “aprendizado” fora
completamente apreendido compreendida por um menino que acabara de sair de seu Bar Mitzvah ( רב
, מצוה”filho do mandamento”); evento de mais elevado significado e que expressa a transição mais
importante na vida de um judeu. Acontece quando o menino completa 13 anos. Portanto era Jesus um
recém-ingresso no judaísmo formal e, verdadeiramente, demonstra o Menino, o tremendo impacto
dessa Grande Nova, Grata Nova, ocorrendo e esparramando-se por todos os campos da vida e da
atividade humana: social, econômica, política, ambiental, moral e, principalmente, espiritual. A nova do
Evangelho do Reino está, portanto, diretamente conectada à aliança nova que Deus em Si mesmo
propôs e, mediante Cristo Jesus, a consumou, sendo Ele mesmo o Fiel Fiador, cancelando e cravando, no
alto da cruz, a cédula, o escrito de dívida que pesavam contra toda a humanidade (Cl 2.14, 15);
triunfando dos principados e potestades, de todos eles, na cruz. Glória a Deus!
Há quem diagnostique que estamos vivendo uma fase de crise ou uma transição de crises. Na
verdade há algum grau de crise, mas menos de natureza econômico-financeira e mais de ordem moral,
espiritual, ética e existencial. Mas, na economia de Deus, não há crise, e sim oportunidade de GERAÇÃO
DE ATIVOS que possam ser capitalizados a favor da igreja de Cristo e expansão do reino de Deus na
terra. Em época de crise, nada melhor que gerar economias para a igreja de Deus. O assunto, na
verdade, não é que haja hoje crise de bens e serviços (ai incluídos a moeda e o dinheiro) no presente
tempo, mais do que havia em tempos passados. O que há é, muitas vezes, menos fé do que a necessária,
ou seja, menos que um grão de mostarda; ou, então, tardança e reduzida diligências na consecução dos
compromissos pré-assumidos.
Mas é possível superar todas essas circunstâncias, próprias das dimensões da nossa
humanidade, assumindo os desafios que se nos apresentam mediante a apropriação dos meios e modos
que a Palavra nos admoesta desde que deixemo-nos mover de forma sobrenatural, por fé, como disse o
pregador inglês, conhecido como o Apóstolo da Fé, Smith Wigglesworth (1859-1947), crendo assim,
“que podemos obter mais de Deus com um minuto de crença do que com uma noite de clamor”.
Reclamar, infelizmente, mais do que crer com intensidade, é uma prática usual de nossa humana e vã
compreensão.
O desafio da nossa próxima AGO 55ª é o de que tenhamos mudadas nossas mentalidades
sobre como gerar recursos no reino de Deus e gerenciar esses recursos para atender nossos mais
sublimes propósitos e mais ingentes necessidades. O desafio é como gerar saving (economia, e
poupança que geram proteção) para canalizar investimentos no sentido e a favor do Reino de Deus, com
os meios de que dispomos, e não são poucos, a despeito das sobrecargas, das desmotivações,
desânimos, enfados e falta de visão dos amanhãs, mesmo que pensemos ter à disposição no presente,
somente sete ou, cinco pães e dois peixes. Mas isso é tudo o de que precisamos apresentar para o
Senhor. O resto é com Ele. Apenas e portanto, não nos esqueçamos logo assim, dos milagres realizados
no ontem mesmo (Jo 8.17, 18).
Quando confiamos no Deus Jeová, o campo da geração dos recursos a favor do Seu Reino
ganha uma amplitude imensurável em todas as áreas em, todos os campos da ação da igreja de Deus,
frente a todas as limitações humanas. Os muros mais inexpugnáveis são superados. A montanha mais
inalcançável, o rio mais revolto e o mais bravio mar de problemas, são nada ao estender das mãos do
Senhor que nos salva e nos arrebata das muitas água (Sl 144.7). Confiamos e confiemos em quem não
pode falhar, em quem não tem nenhuma carência. Nada lhe falta. O Senhor é Dono, e não por que
alguém tenha lhe dado nada, Ele é a Fonte Primeira e Única e o Dador Primeiro e Único de todos as
fontes e de todos os ativos do universo (energéticos, morais, financeiros, monetários, econômicos e
espirituais). Se confiarmos inteiramente nEle e em Seu poder então, como o rei Davi, poderemos
exclamar, em meio à crise, e Ele será presente: Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu
Deus salto uma muralha. Deus é um escudo para todos os que nele confiam. É o que me cinge de força e
aperfeiçoa o meu caminho. Faz os meus pés como os das cervas, e põe-me nas minhas alturas. Assim
que, ó Senhor, te louvarei entre os gentios, e cantarei louvores ao teu nome. (Salmo 18.29, 30, 32, 49).

© 2014 CNADB by CNADB 2019

Siga-nos: